Love_Is_Blind_by_Marinshe.jpg

Porquanto pessoas aparentemente opostas tiverem o hábito de se enamorarem, vai perdurar o ditado que diz que “o amor é cego”. Tudo bem, se estivermos falando da incrível capacidade dos deficientes visuais de explorarem a percepção através de seus outros sentidos, mas ao que consta o sentimento mais nobre do universo, quando presente, faz seus “portadores” enxergarem muito bem, através de todo e qualquer preconceito.

E a rede mundial de computadores, esta danada, obviamente está recheada de bons exemplos desta epifânia de lucidez chamada “amor”. Pra começar, derreta-se com mais este emocionante pedido de casamento (veja outros que publicamos aqui), todo filmado em primeira pessoa:

 

Fala a verdade: se você não souber o final dá pra se entreter só com o clima romântico do filme. É isso que dá encarar os fatos sem preconceitos idiotas encrustrados em nossa personalidade pelo conservadorismo da sociedade! Mais ou menos o que acontece quando uma criança descobre que está num casamento meio diferente:

 

Simples, não é mesmo? E o que dizer da reação “ligeiramente exaltada” deste casal de vovôs abaixo, ao receberem a notícia de que irão ganhar um netinho? Assista com atenção para não confundir os personagens:

 

Achou exagerado? Afetado? Esquisitão? Que nada! Esses humanos são todos muito parecidos, apesar das diferenças:

 

Depois dessa, não dá pra não fazer coro: consideramos justa toda forma de amor!


Comentários

    Adicionar um comentário

    * Todos os campos são obrigatórios
    Até 2000 caracteres :
    Escreva a palavra à esquerda e clique em "Publicar comentário":

    Detalhes